Concurso PRF: estude Legislação de Trânsito por mapas mentais

Conheça os benefícios dessa técnica de estudos

Com a proximidade das provas do concurso para Polícia Rodoviária Federal, quem deseja uma das 500 vagas deve correr para cobrir todo conteúdo. Dentre as disciplinas cobradas, Legislação de Trânsito requer uma atenção especial pois representará um terço das questões do exame objetivo.

Para te ajudar nesse desafio, existem algumas possíveis formas de preparação para o concurso PRF. Uma delas é o mindmapping, conhecido como mapas mentais – um método eficiente para aprendizagem e memorização dos conhecimentos.

Criados pelo inglês Tony Buzan nos anos 1970, os mapas mentais nada mais são do que diagramas voltados para a gestão de informações e de conhecimentos. São ideias que se dividem a partir de um conceito central para compreensão e também soluções de problemas.

A ideia dessa metodologia é simples: o conceito principal a ser estudado fica no centro de uma folha branca. Desse lugar saem ramificações, tópicos relacionados ao tema central, que deixam tudo conectado e facilitando a absorção visual do conteúdo.

O objetivo dos mapas mentais é criar caminhos visuais que melhorem a memorização e o aprendizado. Durante o estudo para concursos, eles podem ser uma opção valiosa para lembrar um conceito importante na hora da prova.

Os mapas mentais podem ser simples e elaborados, feitos no computador ou desenhados à mão, com setas, ilustrações, fotos, desenhos e, principalmente, cores. O mais relevante é que eles sejam fáceis de entender e de serem escaneados pela mente.

Qual o diferencial de usar mapas mentais no estudo para concursos?

Muitos concurseiros não gostam de estudar somente por livros porque eles têm uma carga teórica muito extensa. São teorias difíceis de serem assimiladas umas às outras, em um curto espaço de tempo.

Com os mapas mentais, é simples fazer a ligação entre os conceitos e também entender suas diferenças. Eles reduzem, selecionam e simplificam as informações relevantes na preparação para o concurso. Por isso, são bons recursos contra a ansiedade em cobrir todo conteúdo programático do concurso.

As teorias ficam mais fáceis de compreensão já que nosso cérebro consegue fazer novas associações de forma rápida. Melhorando, dessa forma, as conexões entre os conceitos-chave e tornando a criatividade mais fluente.

Abaixo, veja outros benefícios do uso de mapas mentais durantes os estudos:

  • Estimula a memória visual e as conexões feitas pelo cérebro;

  • Concede maior controle criativo e analítico ao candidato;

  • Reduz o estresse provocado pelo excesso de informação;

  • Eles são fáceis de reestruturar;

  • São perceptivos e tornam o estudo mais atraente;

  • Impulsionam a produtividade dos concorrentes ao serviço público.

Concursos com Trânsito’ tem mapas mentais de Legislação para PRF

O Concursos com Trânsito oferece seus próprios mapas mentais para auxiliar o estudo de Legislação para as provas do concurso PRF. Com uma forma didática e esquematizada de organizar ideias e informações usando âncoras de cores e imagens, esses mapas podem ser diferenciais para memorização dos conceitos.

Com o curso de Código de Trânsito Brasileiro (CTB) + Resoluções do Contran em mapas mentais, você terá um bom material de resumo rápido do conteúdo programático de Legislação.

A coordenação do concurso é do professor Leandro Macedo, policial rodoviário federal e especialista em Legislação de Trânsito, inclusive, com livros publicados sobre o assunto.

A cada dia, com exceção dos finais de semana, será postado um vídeo de CTB e um vídeo de Resolução. O cronograma seguirá até a data da prova da PRF. O curso de resumo com mapas mentais tem carga horária de 20% das aulas teóricas.

Prazo de inscrições do concurso para PRF já está aberto

Os interessados no concurso PRF já podem se inscrever. Os cadastros estarão disponíveis apenas até o dia 18 de dezembro, pelo site do Cebraspe, banca organizadora.

Lembrando que para se candidatar é preciso ter ensino superior completo em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) a partir da categoria B.

Para efetuar a inscrição, primeiro, é necessário clicar no ícone de “Ficha de inscrição online” e, depois, preencher a ficha cadastral com todas as informações solicitadas. Em seguida, imprimir o boleto - Guia de Recolhimento da União (GRU) - e parar taxa de R$150.

O pagamento será aceito em qualquer banco, casas lotéricas ou Correios até o dia 15 de janeiro de 2019.

Provas objetivas do concurso PRF serão divididas em três blocos

Este ano, as provas objetivas – primeira fase do concurso PRF, marcada para 3 de fevereiro – serão compostas por 120 questões, divididas em três blocos de conhecimento. São eles:

  • Bloco I – 50 questões: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Matemático, Informática, Noções de Física, Ética no Serviço Público, Geopolítica Brasileira, História da PRF;

  • Bloco II – 40 questões: Legislação de Trânsito;

  • Bloco III – 30 questões: Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Legislação Especial, Direitos Humanos e Cidadania, Noções de Direito Penal e Direito Processual Penal. 

Será considerado classificado na objetiva quem obtiver mais de 10 pontos no bloco I, 12 pontos no bloco II, seis pontos no bloco II e 48 pontos no conjunto.


Publicado em 12/12/2018 às 09:08:15
Compartilhe com os amigos: