Concurso PRF: confira possíveis temas para redação


Lilian Furtado orienta como se preparar para prova discursiva

Além das provas objetivas, os candidatos do concurso PRF também terão que elaborar uma redação. Para a professora Lilian Furtado, do ‘Concursos com Trânsito’, o exame discursivo é o que fará a diferença na nota geral para conquistar uma vaga como policial rodoviário federal. Por isso, não há motivos para deixar a preparação de lado!

Temidas por muitos candidatos, as disciplinas de Língua Portuguesa e Redação são as que mais reprovam em concursos públicos. Para não compor essa estatística, a especialista em provas discursivas recomenda o estudo com antecedência.  

“É importante que o aluno comece a estudar com bastante antecedência. Quanto mais cedo o candidato começa o treinamento, mais chances ele tem de ir bem. Porque ele vai conhecer a banca, como ela trabalha com os critérios de correção. Isso só se conquista com treinamento prévio”, destaca. 

O estudo para as provas de redação vem acompanhado da frequente pergunta: “Qual será o tema cobrado?”. Para ajudar a solucionar essa incógnita, a professora Lilian aponta possíveis áreas que podem ser cobradas como tema da avaliação discursiva do concurso para Polícia Rodoviária Federal. 

“Ou a banca vai cobrar tema específico, relacionado a leis de trânsito e parte do Código de Direito Penal ou temas de atualidades”, especifica.
 


Correção do Cebraspe é criteriosa, garante especialista

Para chegar a esses possíveis temas, Lilian teve como base a cobrança do Cebraspe (antigo Cespe/UnB), organizadora do concurso para PRF. A professora define a correção da banca como criteriosa por trabalhar com dois principais aspectos:

•    Aspectos macroestruturais: são os relacionados ao conteúdo. Em geral, as provas de redação do Cebraspe vêm acompanhadas de um texto motivador e itens essenciais que o candidato deve desenvolver em seus textos, na ordem em que são expostos. Na ausência de um item, ocorre a perda de pontos. 
•    Aspectos microestruturais: são os que estão ligados aos erros gramaticais de Língua Portuguesa. Nesse quesito, se o candidato tiver um erro de concordância, por exemplo, terá alguns pontos retirados de sua nota. 

Tradicionalmente, os editais de concursos elaborados pelo Cebraspe não trazem um limite mínimo de linhas que os concorrentes devem escrever para não serem penalizados. No entanto, a banca pede em torno de 30 linhas, podendo chegar a 40. 

Para estudar redação, a professora Lilian indica que os candidatos façam, primeiro, um curso teórico direcionado para provas discursivas. “No curso, o aluno aprende a diferença de um texto expositivo para um argumentativo. Porque ele vai estar preparado para qualquer um dos dois temas, caso a banca resolva cobrar”. 

Após o curso, Lilian recomenda que os concorrentes treinem textos e tenham um profissional especializado para corrigi-los. 

Saiba como foi a prova de redação do último concurso PRF 

No último concurso para policial rodoviário federal, realizado em 2013, os candidatos tiveram que elaborar um texto dissertativo com o tema ‘crime de contrabando’. A prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, teve valor máximo de 20 pontos. A banca organizadora também foi o Cebraspe. 

Para não ser eliminado do concurso, os concorrentes tiveram que obter nota de, no mínimo, 10 pontos. Tiveram as redações corrigidas 4.750 classificados na prova objetiva na lista de ampla concorrência e 250 de pessoas com deficiência. 


Dessa forma, dos mais de 100 mil inscritos no concurso PRF, somente cinco mil tiveram a prova discursiva corrigida. Isso representa 4,5% dos candidatos! A média geral das redações foi de 15,23, o que demonstra que a correção do Cebraspe foi, de fato, criteriosa. 


Veja abaixo o texto motivador e os itens obrigatórios que os candidatos tiveram que elaborar na prova de redação do concurso PRF 2013:

Nas regiões brasileiras de fronteira, o crime de contrabando, tipificado no art. 334 do Código Penal, no capítulo referente aos crimes praticados por particular contra a administração geral, ao lado do tráfico de entorpecentes e drogas afins, é o que mais importuna a atividade dos poderes públicos, tanto de prevenção e fiscalização quanto de repressão ou apuração das responsabilidades penais. O Brasil tem uma peculiaridade em relação a esse crime, devido ao fato de possuir milhares de quilômetros de fronteira seca, muito difíceis de fiscalizar. 
Enivaldo Pinto Pólvora. Internet: (com adaptações). 

Considerando que o fragmento de texto acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo que atenda, necessariamente, ao que se pede a seguir: 

- Defina o crime de contrabando e indique, em linhas gerais, as circunstâncias que integram esse tipo penal; [valor: 4,00 pontos]
- Comente acerca das principais mercadorias e cargas contrabandeadas no território brasileiro; [valor: 3,00 pontos] 
- Explane a respeito dos problemas decorrentes do contrabando de mercadorias e cargas para a economia nacional e para a saúde pública; [valor: 6,00 pontos] 
- Sugira medidas e ações efetivas das forças públicas para o combate ao contrabando de mercadorias e cargas no país. [valor: 6,00 pontos]
 


Publicado em 17/10/2018 às 19:43:20
Compartilhe com os amigos: